(38) 3614-1537 | 3614-1429

Siga nos nas redes sociais    icon face   icon insta

PREFEITURA DE MONTALVÂNIA APRESENTA SUA LOGOMARCA

A nova Administração adota como símbolo um abraço fraterno. Sua logomarca apresenta as araras-canindés, Lara e Jade, que há dez anos fazem parte do cotidiano de Montalvânia abraçando a bandeira do Município, numa representação de todos os cochaninos.

 

No novo símbolo as araras abraçam a cidade e nos convidam a também abraçarmos Montalvânia com o objetivo de sermos “Gente Que Faz”, o nome escolhido para esta nova Administração que se inicia nesta segunda-feira (4).

Que todos os cochaninos, natuaris ou por adoção, nesses tempos de pandemia sem abraços reais, possam abraçar Montalvânia num caloroso e fraterno abraço, mesmo que apenas em pensamento, por enquanto, e esperamos que o mais breve possível possamos todos nos enlaçarmos num grande, fraterno e caloroso abraço, um abraço de "Gente Que Faz"!

QUEM SÃO

Lara e Jade são duas araras-canindé que fazem parte do cotidiano de Montalvânia há cerca de dez anos e trazem com elas uma história de resgate e amor gratuito de todos os moradores da cidade.

Certo dia, em território baiano, um cochanino chamado Renan Montalvão, que prestava serviço naquela região, num processo de carvoaria, devidamente licenciado, percebeu um barulho estranho vindo de um barraco ali construído. Foi verificar e encontrou, atrás da porta os dois filhotes já bem debilitados. Teve todo o cuidado, trazendo-os para tratar e depois entregá-los ao IEF ou IBAMA.

Porém, durante o tratamento e crescimento das aves, sua filha Maria Isabel, e uma pequena criança à época, se afeiçoou aos animais e não queria que eles fossem entregues. O tempo foi passando e, após várias tentativas em vão de devolvê-las à natureza, as araras ficaram com a família, passaram a acompanhar a garota à escola, passear pela cidade, ficarem conhecidas e se tornaram tornarem patrimônio de Montalvânia.

Jade e Lara fizeram seus ninhos num buraco de uma palmeira na residência em que vivem e por lá ficaram. As duas nunca viveram presas em gaiolas, vivem soltas pela casa e pela cidade. Já fazem parte da família e têm amor, atenção e cuidados de todos.

Saem de casa logo pela manhã e voltam ao entardecer. Quase toda a população da cidade as conhece, sabe seus nomes e se diverte com a algazarra e travessuras das duas.

Bonitas, coloridas, cativantes, inteligentes e sociáveis, elas também são cheia de personalidade. Grandes voadoras e muito apegadas ao meio em que vivem, incluindo seus locais de alimentação, adoram receber a atenção e possuem forte vínculo com os seus "familiares".

Suas visitas são motivo de alegria para os moradores da cidade. As pessoas se sentem privilegiadas e fazem festa quando Lara e Jade aparecem. Muitas fotos das famosas ararinhas cochaninas já foram postadas em redes sociais.

Mas, as aves tão queridas por todos também causam alguns danos, como por exemplo, bicam e/ou levam consigo chaves, celulares e outros pequenos objetos deixados em lugares abertos. Mas os objetos são sempre levados para a casa em que vivem e os donos os devolvem a quem os procuram para reclamar da travessura de Jade e Lara.

Em 2018 uma das araras, a Lara, foi vítima de uma maldade, foi encontrada caída ao solo, bastante debilitada, com ferimentos no peito e na cabeça. Como todos conhecem as aves e a família que cuida delas, quem encontrou a entregou aos seus "donos" para que fossem tomadas as devidas providências. Lara foi levada ao médico veterinário Mateus Pimenta, que disse que a ave sofreu traumatismo craniano e uma concucsão, que é uma pancada violenta.

Mateus declarou que a ave foi vítima, provavelmente, de um objeto arremessado por estilingue e ainda sofreu queda de uma altura considerável, já que elas pousam em postes, árvores e telhados. Mas, Lara foi muito bem cuidada, medicada, voltou pra casa, e ficou sob observação. À noite, quando sua companheira voltou para casa e fez sua costumeira algazarra, a ararinha despertou, apresenta sinais de melhora e rapidamente ficou boa e voltou a sua vida normal, fazendo a alegria da cidade novamente.

Receber a visita ou encontrar Lara e Jade pelas ruas é motivo de orgulho e de muitas fotos.

E agora, as ararinhas foram homenageadas pela nova Administração e irão ser ainda mais admiradas e queridas, e também protegidas, pois passam a ser Patrimônio do Município.

Se você as encontrar pelas ruas, faça sua foto e cuide e trate bem desses animais símbolos de Montalvânia.

ALERTA

A Companhia de Polícia Militar de Meio Ambiente e o IBAMA alertam que, manter em cativeiro animais silvestres sem a devida permissão concedida pelo IBAMA, implica na prática de crime ambiental e a multa pode chegar a 5 mil reais.

No caso de Lara e Jade, as aves não são criadas em cativeiro. As duas vivem em liberdade e a família que cuida, apesar de ser chamada de “dona”, não é proprietária das aves, portanto, não cometem crime algum.

SAIBA MAIS SOBRE AS ARARAS-CANINDÉS

A arara-canindé é uma bela ave, bastante inteligente e carrega em sua plumagem as mesmas cores encontradas na bandeira brasileira.

Têm mantido seu lugar de destaque como um dos papagaios mais populares do Brasil. Estas belezas coloridas têm muito mais a oferecer do que apenas seu rostinho bonito, elas também estão cheias de personalidade.

Sua sociabilidade e até mesmo temperamento o tornam grandes animais de estimação. Já sua inteligência, vontade de aprender e habilidade para falar apenas ajuda a torná-los mais preciosos aos olhos dos amantes de aves.

Costumam voar em pares ou até mesmo em trio, mas estão interligadas a um grupo maior. São excelentes no voo, sendo capazes de percorrer distancias grandes entre o ambiente de nidificação e repouso e aqueles dos quais tira seu alimento à tardinha e a cada manhã. De forma bastante típica, os gritos dessas aves podem ser ouvidos a uma longa distância, bem antes de elas serem avistadas.

Mede aproximadamente 80 cm de comprimento, possuindo uma longa cauda. Vistosa e inconfundível apresenta no dorso uma tonalidade azul ultramarino, e na parte inferior amarelo-dourado a partir da face, rabo e ventre, enquanto que na garganta tem uma linha preta.

Elas gostam de escalar, balançar, pular e mastigar.

Brinquedos fortes são uma obrigação, já que ela possui um bico conhecido por ser destrutivo. Estas aves têm fortes músculos da mandíbula, e a mastigação de brinquedos é necessário para mantê-los saudáveis e em forma.

Cuidados devem ser tomados para se socializar adequadamente estas aves e de lhes proporcionar a estimulação mental adequada, de modo que gritar não se torne um hábito causado pelo tédio.

A expectativa de vida é 60 anos ou mais, desde que seja mantida em condições adequadas.

Não está sob ameaça de extinção, ainda que seja costumeiramente tida como ave de gaiola. Claro que tem locais onde sua população vem diminuindo e até mesmo haja desaparecido. Há locais em que tem sido feito sua reintrodução na natureza, obtendo sucesso com o procedimento.

#Montalvânia #Prefeitura #GenteQueFaz #Logomarca #Simbologia #AbraçoFraterno #ArarasCanindé #JadeLara #Cochaninos

foto araralogo 04012021

foto araraslogo 04012021img logo gentequefaz 04012021

on 04 Janeiro 2021
Acessos: 31