(38) 3614-1537 | 3614-1429

Siga nos nas redes sociais    icon face   icon insta

PREFEITURA PROMOVE CAPACITAÇÃO PARA OS DENTISTAS DO MUNICÍPIO SOBRE USO DAS TECNOLOGIAS NAS PRÁTICAS ODONTOLÓGICAS EM TEMPOS DE COVID-19

PREFEITURA PROMOVE CAPACITAÇÃO PARA OS DENTISTAS DO MUNICÍPIO SOBRE USO DAS TECNOLOGIAS NAS PRÁTICAS ODONTOLÓGICAS EM TEMPOS DE COVID-19


Ciente de que o atendimento odontológico apresenta alto risco de contaminação e disseminação da Covid-19, o Governo de Minas Gerais atualizou e criou novas orientações para todos os profissionais de Saúde Bucal do Estado. O objetivo é tornar mais seguros os procedimentos, tanto para quem atende quanto para quem é atendido. As medidas vão desde aferição da temperatura dos pacientes até o uso de tecnologia nas práticas odontológicas nos serviços do SUS.
A coordenadora de Saúde Bucal da Secretaria de Estado de Saúde - SES-MG, Fernanda Vilarino Jorge, explica que a equipe técnica da pasta orienta os municípios a se organizarem, tanto na estrutura física dos serviços quanto na capacitação dos profissionais, conforme as necessidades odontológicas inadiáveis da população.
- Recomendamos que as cidades reorganizem os atendimentos para a retomada gradual e consciente. Quando procedimentos eletivos retornarem, serviços e profissionais já estarão organizados e preparados para o “novo normal”, afirma.
CAPACITAÇÃO
Para que os profissionais da odontologia do município se adaptem a essa realidade, a Prefeitura de Montalvânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Coordenação de Saúde Bucal, promoveu na manhã da última sexta-feira (12), no Polo Uaitec, uma capacitação ministrada pelo coordenador municipal de Saúde Bucal, Vanderley José da Silva, para esses profissionais com o tema: o uso das tecnologias nas práticas odontológicas em tempos de Covid-19.
As orientações odontológicas do Centro de Operações Emergenciais em Saúde – Coes, consideram que a atividade é de alto risco de transmissão da doença devido à produção de aerossóis, à proximidade das faces do profissional de Saúde e do paciente, e à exposição a saliva, sangue e outros fluidos.
De acordo o coordenador de Saúde Bucal, seguindo essas orientações, estão suspensas no município os atendimentos eletivos, sendo permitidos somente os de emergência, urgência e aqueles considerados inadiáveis.
A partir de estudos e de indicações do Conselho Federal de Odontologia, o Estado recomenda o uso da tecnologia nas práticas odontológicas para o acompanhamento da população cadastrada na rede SUS. O telemonitoramento e a teleorientação nos serviços públicos de Saúde Bucal devem ser feitos exclusivamente por cirurgiões-dentistas.
O telemonitoramento acompanha a distância os pacientes que estejam em tratamento, no intervalo entre consultas. Já a teleorientação tem como objetivo identificar, mediante questionário clínico, o melhor momento para realização do atendimento presencial.161002501 126079829457896 1128737641936638549 n161081517 126079832791229 4434582402307486573 n

on 16 Março 2021
Acessos: 34