Utilidade Pública
Links Relacionados

Montalvânia poderá receber um dos maiores investimentos de sua história



O Município recebeu, nesta terça-feira (15/10), visita técnica preliminar de representantes da Fundação Nacional de Saúde - FUNASA e COPASA para discutir uma grande necessidade: a implantação da 2ª etapa do sistema de esgotamento sanitário da cidade, através de projeto elaborado pela empresa TECMINAS para a COPASA com última revisão datada de 02/2012, contemplando as seguintes unidades: redes coletoras, ligações prediais, interceptores, estação elevatória e ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto - ETE .

 

 

 

 

O engenheiro da FUNASA Armando Macêdo esclareceu sobre os diversos itens componentes do projeto apresentado à FUNASA, devendo o município providenciar, garantir e adotar todas as medidas expostas, objetivando possibilitar a aprovação do mesmo.

 

Se aprovado o projeto, com recursos no valor de mais de 7 milhões de reais (R$ 7.506.356, 21), será um dos maiores investimentos da história do Município e irá levar mais saúde, conforto e qualidade de vida à população e a preservação do Meio Ambiente.

 

 

Atual sistema

 

 

O atual sistema de esgotamento sanitário de Montalvânia, apesar de possuir unidade de tratamento, possui redes coletoras implantadas em apenas 32% da malha urbana. A incidência de subsolo rochoso, aliado a uma camada de substrato terroso superficial de pequena espessura reduzem em muito a capacidade das fossas, gerando a ocorrência de inúmeros lançamentos de esgotos in natura nos cursos de água que cortam a cidade. Para propiciar a universalização do acesso à coleta e tratamento dos esgotos bem como a eliminação do lançamento de esgotos brutos nos cursos de água, torna-se premente a ampliação do atual sistema de esgotamento diminuição na possibilidade também a redução na independência de doenças de veiculação hídrica, acarretando diminuição na possibilidade de ocorrência de internações para tratamento médico impactando positivamente na a melhoria das condições de vida de toda população.

 

 

 

 

Concepção do empreendimento

 

A solução proposta para o Sistema de Esgotamento Sanitário de Montalvânia foi definida no Estudo de Concepção, sendo constituindo pelo sistema de coleta (rede coletora, interceptores e estações elevatórias), um único sistema de tratamento e ligações prediais. A implantação da estação de tratamento foi etapalizada, tendo sido executadas em 1ª etapa duas lagoas facultativas. Previu-se para a 2ª etapa a implantação de dois reatores anaeróbios. Foi executada, também nessa 1ª etapa, a estação elevatória final, inclusive linha de recalque da margem direita do rio Cocha, 15.800 m de rede coletora, o laboratório da ETE e 686 ligações prediais de esgoto. Além da ampliação da atual ETE, essa 2ª etapa de obras contemplara a execução de 21.012 m de redes coletoras, 01 elevatória intermediaria, 1.703 m de interceptores na margem esquerda do rio Poções e 2.500 ligações prediais de esgoto.

 

Após conclusão de etapa útil a cidade contará com um sistema de esgotamento sanitário com capacidade para atender a 100% da população urbana de final de plano diminuindo os índices de doenças de veiculação hídrica e de poluição dos cursos de água.

 

Manutenção do empreendimento

 

A operação/manutenção do sistema de esgotamento sanitário a ser ampliado na cidade de Montalvânia continuará sob-responsabilidade da COPASA que já possui toda a estrutura necessária para a sua plena operação / manutenção.

 

 












Comentários



Nome: Sheila       E-mail: Sheilla_mtv@hotmail.com


Hum que venha mais investimentos como esse.
Webmail
Senha:

Enquete
Resultado parcial


Previsão do Tempo




 

Prefeitura de Montalvânia-MG

Todos os direitos reservados

Jornalista Responsável: Fernando Paulo Lima Abreu

RP JP/MG 11.042

 

NJ Gabling Sites