Utilidade Pública
Links Relacionados

Montalvânia decreta situação de emergência



Por causa da seca prolongada deste ano 134 municípios decretaram situação de emergência em Minas Gerais desde o início do ano. As últimas cidades a entrar para a lista foram Francisco Badaró, no Vale do Jequitinhonha, Ibiracatu e Montalvânia, no norte do Estado.

 

O decreto assinado pelo prefeito Jordão Medrado foi reconhecido e publicado no Diário Oficial através da Portaria Nº 197 de 30 de julho 2014 do Ministério da Integração Nacional - Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, no dia 31 de julho de 2014 e passa a vigorar a partir desta data.

 

 

 

 

Segundo o meteorologista do Centro de Climatologia Templo Clima, Dayan Diniz de Carvalho, a seca é comum nesta época do ano, mas em algumas regiões pode ter sido agravada pela baixa precipitação registrada no último período chuvoso. 

 

- Desde o início do ano, as chuvas ficaram 75% abaixo do esperado e isso contribui para que o solo fique mais seco, haja menos evaporação e, consequentemente, o ar também fique mais seco, disse o meteorologista. 

 

Ele afirma também que com a baixa umidade nos últimos dois as previsões para os próximos meses podem agravar a situação de seca em Minas.   

 

 

 

- No final de agosto e início de setembro, há algumas previsões de chuva, mas não é nada que mude significativamente a situação das pessoas que vivem nas regiões afetadas pela seca. Já o período chuvoso, que terá início em outubro, pode ser novamente atípico, afirma.  

 

A seca prolongada espalha com ela problemas como o déficit do abastecimento de água e o aumento dos preços na agricultura. O pequeno criador rural está sem água até mesmo para o gado e a situação já afeta a economia e a renda das famílias.

 

 

 

De acordo com o prefeito a finalidade do decreto foi de minimizar os danos causados pela estiagem, pois, produtores rurais que fizeram empréstimos do Governo Federal estão hoje com dificuldades para honrar seus compromissos, e o decreto irá oferecer condições especiais para que possam facilitar a negociação, renegociação e prorrogação de prazos dos débitos junto às instituições bancárias, além de outros benefícios de apoio da defesa civil, como abastecimento de água e distribuição de cestas básicas à população de baixa renda atingida pela estiagem.

 

- Montalvânia, geograficamente, não é diferente dos outros municípios que fazem parte da área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste - Sudene. Por isso, sugiro aos Governos Estadual e Federal que, decreto de situação de emergência deveria ser regional, pois temos os mesmos efeitos causados pela estiagem prolongada. Espero que a chuva não demore e nos traga abundância, enquanto isto, teremos os benefícios deste decreto, finaliza o prefeito.

 












Comentários



Webmail
Senha:

Enquete
Resultado parcial


Previsão do Tempo




 

Prefeitura de Montalvânia-MG

Todos os direitos reservados

Jornalista Responsável: Fernando Paulo Lima Abreu

RP JP/MG 11.042

 

NJ Gabling Sites